fbpx

Curso Técnico em Eletroeletrônica

Duração: 18 meses
Disciplinas: 16

ARQUIVO DE POSTS

Mãos masculinas com luva de proteção branca segurando cabos e circuitos

Sobre o Curso

O curso de Técnico em Eletroeletrônica capacita e dá a dinâmica para atuar em diversas áreas da indústria. Desde segmentos de materiais elétricos, mecatrônica, informática, telecomunicações, até utilidades domésticas.
As empresas de Eletroeletrônica estão entre as que mais investem em pesquisa e desenvolvimento e este setor está em constante expansão no Brasil.

Conheça mais sobre o curso

1
Eletrônica Analógica
2
PCI (Placa Circuito Impresso)
3
Eletrônica Digital
4
Eletrônica de Potência Aplicada
5
Redes de Computadores
6
Instalações Elétricas de Baixa Tensão
7
Geração, Transmissão e Distribuição de Energia
8
Máquinas Elétricas
9
Técnica de Medição
10
Segurança no Trabalho e NRs
11
CLP (Controlador Lógico e Programável)
12
Instalações Elétricas Industriais
13
Sensores
14
Comandos Elétricos
15
Controle e Automação Industrial
16
Projeto Integrador
O curso Técnico em Eletroeletrônica é semipresencial, sendo as aulas presenciais uma vez na semana com início das 19h às 21h50m.
Você pode fazer sua matrícula ligando no número (34) 3229-4004 ou através do nosso WhatsApp número (34) 9 9228-3237.
As mensalidades são pagas através de boleto bancário, cartão de crédito ou débito presencial na instituição.
O aluno pode se matricular em quantos cursos quiser, desde que não dê choque com os horários de outros cursos.
As aulas EaD podem ser acompanhadas pelo ambiente virtual de aprendizagem, o AVA. Ele é uma plataforma feita para o aluno que pode ser acessado com um login e senha, lá o professor libera materiais, aulas, atividades, provas, exercícios e ainda tem a possibilidade de criar um fórum para discussões e debates acadêmicos.
Temos cursos presenciais e semipresenciais. Em ambas as modalidades os professores trabalham com metodologias ativas, dando o protagonismo do processo de ensino-aprendizagem ao aluno, através de estudos de caso, simulações de situações cotidianas do mercado de trabalho, bem como aulas práticas laboratoriais. Nossos professores possuem ampla experiência profissional em suas áreas de atuação, o que contribui positivamente para a formação profissional.
Os documentos necessários para a matrícula são: 2 Fotos 3x4 RG e CPF (2 cópias) Certidão de Nascimento/Casamento (1 cópia) Título de Eleitor (1 cópia) Certificado de Reservista (1 cópia, se gênero masculino) Comprovante de Endereço (2 cópias) Histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio (1 cópia)
Sim, para todos os cursos em que o aluno concluir com pelo menos 75% de aproveitamento e realizado o estágio quando obrigatório é concedido o certificado de conclusão.
Com o diploma em mãos você vai até o Conselho Regional dos Técnicos Industriais (CPT), para solicitar a carteira de regulamentação da profissão e assim que estiver com ela em mãos é só começar a trabalhar.
Sim, você pode realizar qualquer curso desde que a sua conclusão seja no mesmo semestre que a conclusão do ensino médio. Caso a conclusão do curso técnico seja anterior a do ensino médio, é obrigatório o aguarde da finalização do ensino médio. Observação: para o ingresso no curso de Radiologia o aluno deverá ter concluído o ensino médio regular porque este curso se enquadra no que chamamos de “pós-médio”.
O artigo 10 da Lei Federal 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) em seu inciso VI transporta a responsabilidade da oferta, organização e regulação do ensino médio aos entes federativos (estados). Já na IV-A a LDB, estabelece a educação técnica, como sendo de nível médio, ou seja, não é competência da União (MEC), credenciar escolas técnicas e nem autorizar cursos técnicos por ela ofertadas e sim dos entes federativos (Secretarias e Conselhos Estaduais de Educação). Nossos cursos são reconhecidos pela Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais.

Mercado de Trabalho

O técnico formado poderá atuar em concessionárias de energia elétrica, prestadoras de serviços, indústrias de fabricação de máquinas, componentes e equipamentos elétricos, laboratórios de controle de qualidade e de manutenção, entre outros.

Os setores que melhor paga o técnico em elétroeletrônica é na área automotiva, seguida de plásticos, saúde e por último em equipamentos industriais.

Segundo o site catho.com.br 53% do mercado de profissionais tem o curso técnico em eletrônica e 34% possuem inglês intermediário. A média salarial de um técnico em eletroeletrônica é de R$1989,84.

Vamos dar o primeiro passo para mudar a sua carreira?